Guia para acompanhar a luta dos estivadores

12717324_10153227544766739_2095028963044854362_nO conflito entre os patrões e os estivadores é desigual, sobretudo ao nível dos meios de comunicação. Por mais que seja evidente para quem aprofunde o assunto que a razão está do lado dos estivadores e o radicalismo está do lado dos patrões, que mais não querem do que poder voltar a contratar ao dia, sem qualquer responsabilidade social ou vínculo.

Por isso mesmo os estivadores levaram à letra a ideia de que é melhor fazer comunicação do que ficar só por falar mal dela, expressa no já idoso lema “don’t blame the media, be the media”, desenvolvendo vários canais para difundir as suas ideias sem a distorção mal intencionada que os meios de comunicação tradicionais levam a cabo, não raras vezes por influência directa dos patrões dos portos.

Quem tenha interesse em acompanhar o diferendo não deixe de o fazer, também, pelos canais dos estivadores, nas redes sociais (blogue e facebook), na página e no blogue do movimento de mulheres “Há Flores no Cais”, na página do movimento de solidariedade, nas campanhas de cartazes (I, II) e nos vídeos realizados pelo sindicato. 

Advertisements

One thought on “Guia para acompanhar a luta dos estivadores

  1. O mal e nao terminar com os operadores portuarios que nao passam de intermediarios que se alimentam com lucros obscenos a custa dos trabalhadores portuarios.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s