Movimento Rosa Damasceno Vivo!

13165962_10154026536557367_5142351342085040799_n

O Teatro Rosa Damasceno, abandonado e votado ao abandono pela edilidade e pelos privados, vai ser ocupado pela população, como forma de denúncia e de protesto que visa a recuperação deste espaço emblemático da cidade de Santarém (evento no fb). A iniciativa é organizada por um grupo de cidadãos que reúne arquitectos, urbanistas, actores, encenadores, cineastas, fotógrafos, artistas de todo o país.

A este propósito é bom recordar o que foi feito, em tempos, pelo Teatro Sousa Bastos, em Coimbra, onde algumas das forças vivas da cidade se levantaram para evitar que fosse transformado num condomínio, perdendo a valência cultural protegida pela lei. À data, o então candidato Carlos Encarnação chegou mesmo a assumir a recuperação do espaço como um compromisso eleitoral, um dos muitos que nunca teve intenção de cumprir (mais notícias sobre esse processo aqui, aquiaqui, aqui e aqui).

Anos volvidos o Teatro Sousa Bastos continua em ruína, à imagem do Teatro Rosa Damasceno, dois espelhos fieis do estado em que o país mergulhou, sobretudo no que às infraestruturas culturais diz respeito. Na ausência de respostas por parte do poder público e privado ocupar estes espaços não é só um direito, é um dever.

2 thoughts on “Movimento Rosa Damasceno Vivo!

  1. Temos de Crer em Nós e no Restauro do Teatro Salvador Marques – Alhandra Lisboa Portugal! Um Património que é Nosso e que devemos Querer que nos seja devolvido, sendo um dos Simbolos e Referências de Memórias locais para a população de Alhandra – e também de todo o Concelho de Vila Franca de Xira – visto este já ser exemplar único de todo um conjunto de teatros e cine-teatros que outrora nele existiram. Se o deixamos destruir, resignando-nos à tristeza e pena, já pouco restará aos “nossos filhos e netos” dos marcos fisicos da identidade da nossa Memória Coletiva e materialidade do nosso Património Imaterial. Não nos admirêmos depois que as novas gerações menosprezem o que é de todos Nós: pois sem elementos fisicos de ligação às Nossas Raizes, deixamos de ter elementos palpaveis das manifestações da Identidade, do Gosto e do Amor que temos ao local de onde Nascemos!

    Posto isto, caros Amigos, Juntem-se a Nós, no nosso Grupo, e façamos desta causa Nossa, e eco dela como poderemos: Partilhando Informação publicada neste, ou Adicionando Familiares, Amigos e Conhecidos! Um Muito Obrigado a Todos e desde já sejam muito Bem-Vindos!

    Grupo > Teatro Salvador Marques: Queremos Restaurado!
    https://www.facebook.com/groups/teatrosalvadormarques/

  2. Como o nome indica este pretende ser um Grupo onde se discuta e se dê a conhecer os exemplos de Teatros e Cine-Teatros que de norte a sul do pais [ainda] existem, quer estejam abertos ou encerrados, quer estejam recuperados/restaurados ou não.

    O grande objectivo é sensibilizar a população para um debate que já há muito se deverei ter tido na sociedade portuguesa. Eis algumas perguntas que gostaríamos de ver esclarecidas e discutidas:

    – Quantos Teatros e Cine-Teatros existem em Portugal?
    – Quais os mais representativos?
    – Quais as diferenças entre um Teatro/Cine-Teatro e um Cinema/Auditório?
    – Quantos ainda existem de média ou pequena dimensão?
    – Qual o seu verdadeiro valor para o local de onde estão inseridos?
    – Qual o seu valor Patrimonial? Seja Material (artístico e arquitectónico), seja Imaterial (afectivo e memorial)?
    – Como os Reabilitar? Qual a diferença entre uma reabilitação por Recuperação e Restauro, e uma reabilitação por Renovação ou Recriação?
    – Existem leis que exijam alterações profundas em espaços históricos?
    – Quantos foram verdadeiramente Restaurados? E quantos foram “adulterados”?
    – Quantos dos Teatros e Cine-Teatros são públicos? E quantos são privados?
    – Seria interessante uma Rede Portuguesa de pequenos e médios Teatros e Cine-Teatros de Portugal? Para que serviria?
    – Uma União de Vontades sob esta temática poderia sensibilizar autarquias, proprietários e a população/publico para esta temática? Para o Património edificado? Para o Teatro, o Cinema, a Cultura e as Artes no seu geral?
    – Que importância têm estes edifícios nas Memórias Colectivas e na Identidade das localidades onde estão erigidos? Não serão estes elementos basilares na ligação das suas gentes às suas terras?
    – Até que ponto o abandono destes Templos do Espectáculo não são sinónimo do desprezo pelos nossos centros históricos?
    – Não serão estes Marcos Históricos fundamentais na Requalificação das malhas urbanas onde estão inseridos?

    São estas algumas das questões que JUNTOS podemos colocar e Obtermos Respostas, bem como Procurar Membros, e delas fazermos ecos por um bem comum a todos nós: a Recuperação e Restauro de pequenos e médios Teatros e Cine-teatros de Portugal!

    Desde já um Muito Obrigado pela atenção prestada.

    Casimiro Gonçalves

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s