“E se fosse? É. Parte integrante de fundo da sociedade”, por Soraia Simões

13020149_1571306659866323_1179383886_n

A intenção dos autores de programas que falam sobre racismo ou práticas racistas neste país pode ser das melhores e de louvar, mas fico sempre com a ideia de que ficam por aí. Pela intenção.

Visto há pouco on-line o programa transmitido ontem pela SIC  e percebendo as limitações terríveis, especialmente de tempo, de programas televisivos desta natureza, não posso deixar de lamentar que a produção do programa tenha optado por um modelo imaginário de discussão, pessoalizador e desprovido de fontes às quais tiveram acesso quando contactaram, entre outros trabalhadores desta questão no terreno, o Mamadou Ba, que entre outras pistas para uma melhor compreensão deste tópico-problemática lhes indicou do lado dos movimentos sociais e das comunidades, o pessoal da Plataforma Gueto, o Bruno Gonçalves e o Giteles e, do lado da academia, a Marta Araujo e a Silvia Maezo do CES e Manuela Ribeiro Sanches da Universidade de Lisboa. A gigantesca quantidade de dossiers com casos de racismo que estão na SOS Racismo e os  casos vergonhosos de assassinato pela polícia foram aqui tratados como autênticas notas de rodapé quando fazem parte do corpo de texto em teses de Doutoramento na última década de forma explícita!

As boas intenções precisam de força maior que as sustente. Apenas isto.

Se fosse comigo? Aprofundava melhor o tema dando espaço às intervenções em espaço ainda público e espero plural.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s