Os pesticidas são nossos amigos

-

Antes de chegarem ao seu prato, umas cerejas de produção intensiva terão levado em média 8 tratamentos com pesticidas (fungicidas, herbicidas, insecticidas…), enquanto que os melões terão levado 10, os tomates 12, o vinho 19 e as maçãs 35. Leu bem, em regra são necessárias trinta e cinco pulverizações de pesticidas para produzir as maçãs brilhantes e perfeitas que facilmente encontrará na secção de fruta sem paladar do seu hipermercado de confiança. Esta espantosa concentração de pesticidas na comida, que aumenta de ano para ano, explica porque é que 92% das análises à água em França realizadas em 2013 detectaram a presença de pelo menos um pesticida. Perante isto, podemos todos continuar a fazer de conta que nada de excessivamente grave se está a passar à nossa volta ou dentro do nosso prato. Estamos obviamente a ser envenenados, as abelhas estão em perigo de extinção, e daí? Se continuamos vivos e as abelhas não foram ainda todas exterminadas é porque o envenenamento se deve estar a processar de um modo cientificamente controlado, por técnicos responsáveis. A explosão da taxa de cancros e de alergias tão pouco deve preocupar-nos. Como observava há uns anos o João Bernardo, num raciocínio lógico que entrou directamente para os anais dos debates sobre ecologia, “escreve-se a torto e a direito que os alimentos estão envenenados, sem se ter a curiosidade de verificar as consequências estatísticas deste envenenamento geral da população. A taxa de mortalidade tem aumentado? A esperança média de vida tem diminuído? Muito pelo contrário, o que mostra que estes «venenos» são bons para a saúde.” Completamente lógico: as 35 pulverizações de que uma maçã brilhante e esbelta requer para poder ser competitiva no mercado fazem bem à saúde, já que contribuem para aumentar a esperança média de vida. Um anúncio da Monsanto não teria dito melhor.

dream_poster

About PDuarte

Historiador, jardineiro, horticultor. Vive na província. No tempo vago, que procura multiplicar de dia para dia, perde-se em viagens, algumas pelos montes em redor, outras pelos livros que sempre o acompanham. Prefere o vinho à blogosfera, a blogosfera ao Parlamento.

3 thoughts on “Os pesticidas são nossos amigos

  1. Quando é que o Obessaince est Morte, seguindo o seu activismo racional, vai-nos oferecer um texto sobre as nuvens artificiais, produzidas por aviões comerciais (contrails permanentes), que cobrem dias após dia grandes porções do céu do nosso planeta, alterando significativamente a quantidade de luz solar?

    Vão continuar a pactuar, tal como os mainstream media e o poder político, com o silêncio?

    Nota: refiro-me a percepção individual de cada um: fenômeno observável que permite confirmar uma mudança significativa nos padrões de condensação do céu.

    Investiguem, por favor (com critério, aliás não esperaria outra coisa de vocês).

    Obrigado.

  2. Tiago, uma vez mais obrigado por um comentário tão certeiro. No entanto, como blog errático que é, com metade da tripulação comprometida com o mundo paralelo zuckerberguiano (como o Tiago aliás atempadamente notara), é sempre uma autêntica incógnita o que aí está para vir. Mas – e desde o primeiro dia – estamos naturalmente abertos a textos de outras pessoas. E porque não do Tiago?

    Cumprimentos

    1. PDuarte, obrigado pela sua resposta e pelo seu interesse. Quanto ao repto que me lança, lamento mas penso não ser capaz de expor, pelo menos de momento, um texto fundamentado sobre esta matéria. O problema é demasiado sensível e complexo que julgo merecer um profundo estudo, coerente, com bases cientificas, para não permitir derivações de carácter conspiratório e contra-informativo.

      No entanto, volto enaltecer o seu interesse que quem sabe possa ser a chama para uma futura e elucidativa discussão sobre esta matéria no Obéissance…

      Tiago

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s