Já está nas ruas mais um número do Jornal Mapa

capa2

Desta vez, com um caderno que lança o olhar sobre a história de alguns lugares e a sua relação com o turismo (o ingrediente dominante do modelo de desenvolvimento económico e social), uma indústria que instrumentaliza o território, compartimentando-o em ofertas consumíveis.

Também um dicionário especial para tempos especiais, a partir do chamado estado de emergência francês, declarado no seguimento dos atentados de Paris, um regime de excepção que concede livre trânsito para todo o tipo de medidas de vigilância e controlo sob o pretexto da luta contra o terrorismo.

E um grande e apetitoso “muito mais” que passa, sem se deter, pelo Porto, Bruxelas, Estado espanhol, Algarve, Curdistão, etc.


A convite do jornal reformulei e aprofundei, em Introdução a uma crítica radical do turismo (págs. 25-7), o que até hoje escrevi neste blog sobre o fenómeno turístico.

Advertisements

About PDuarte

Historiador, jardineiro, horticultor. Vive na província. No tempo vago, que procura multiplicar de dia para dia, perde-se em viagens, algumas pelos montes em redor, outras pelos livros que sempre o acompanham. Prefere o vinho à blogosfera, a blogosfera ao Parlamento.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s