« Arriscamos morrer queimados a qualquer momento »

char

Comunicado do Conseil Démocratique Kurde en France (CDKF), 11 fev. 2016.

“As forças turcas livraram-se ontem a uma execução em massa em Cizre, cidade sitiada há dois meses. Disparos de obus sobre um edifício  dentro do qual encontravam-se cerca de 40 civis refugiados na cave fizeram pelo menos 20 mortos.

Derya Koç, ex-copresidente da secção local do HDP, no distrito de Milas, encontrava-se entre as pessoas refugiadas no edifício visado. Durante o ataque a militante conseguiu estabelecer contacto telefónico com o exterior: “a situação é extremamente crítica. Perto de 20 pessoas refugiadas na cave foram queimadas vivas, apenas restam cerca de 20 pessoas vivas no edifício. Eles [forças estatais] continuam a disparar sobre nós. Arriscamos morrer queimados a qualquer momento. Precisamos de ajuda. O edifício foi bombardeado há uma hora, o que causou a morte de outras pessoas na cave. Somos 20 sobreviventes, mas estamos todos feridos. O edifício dentro do qual nos refugiámos está cercado de tanques. Tenho de desligar, há pouca rede. Eles estão a cercar-nos. »

[…]

Há três dias, as forças de segurança turca bombardearam dois edifícios nos quais se refugiaram feridos, matando cerca de 60 pessoas. Segundo as fontes locais, estas pessoas foram mortas com armas químicas.

  • Pedimos que a Turquia seja julgada por crimes de guerra e crimes contra a humanidade.
  • Apelamos à mobilização contra o Estado fascista turco e à solidariedade com o povo curdo.”

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s