Mudam-se os tempos, mudam-se os casais régios (mas não muda muito mais…)

À “sociedade do espectáculo” pouco lhe importa se o sangue é azul desde que o povo se vergue perante o superior poder dos Reis e que seja intocável o lugar subalterno da mulher na semiótica fotográfica que os representam. Sobre o entusiasmo com a jogada financeira em que o senhor e da senhora Zuckerberg são beneficiários da doação inicial, numca “carta à filha” que mais parece um relatório financeiro, festejada como mecenato até por aqueles que normalmente dão ares de algum esclarecimento, diz tudo sobre a inteligência empresarial do mais jovem milionário do planeta.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s