Um favor ao nacionalismo, uma desgraça para os refugiados

Os atentados terroristas são em todo o mundo o maior aliado da direita. Fertilizam o solo para que nele germine com toda a pujança a retórica fanática apelando à instauração violenta da ordem, da defesa, da segurança, da repressão. O terrorismo tem prestado à direita inúmeros favores na Colômbia, em Espanha, em Israel, nos E.U.A., na Rússia, etc., e continua a prestar em toda a parte. Enquanto, na sequência dos atentados de ontem em Paris, Sarkozy apelou a uma “guerra total” e ao “fortalecimento drástico das medidas de segurança que permitirão proteger a vida dos franceses”, a líder do Front National esmiuçou melhor aquela que é a posição de uma grande parte da direita sobre esta matéria, ao reivindicar:

  1. a reposição definitiva das fronteiras no país
  2. o rearmamento da França
  3. a alocação de mais meios à polícia, ao exército, aos serviços de inteligência
  4. a expulsão de uma parte dos estrangeiros e de todos os clandestinos da França

O que a direita dita moderada pensa baixinho, a direita extrema clama sem complexos. Por cá, o P.N.R. esfrega as mãos com mais este brinde vindo de Paris. Torna-se-lhe assim mais fácil convencer aquele Portugal racista – que continua bem vivo e que não é assim tão pequeno quanto isso – “que as fronteiras são para fechar e que os refugiados são assassinos criminosos”. No preciso momento histórico em que nos encontramos, os nacionalistas europeus não poderiam ter recebido melhor presente.

x3

About PDuarte

Historiador, jardineiro, horticultor. Vive na província. No tempo vago, que procura multiplicar de dia para dia, perde-se em viagens, algumas pelos montes em redor, outras pelos livros que sempre o acompanham. Prefere o vinho à blogosfera, a blogosfera ao Parlamento.

3 thoughts on “Um favor ao nacionalismo, uma desgraça para os refugiados

  1. ” O terrorismo tem prestado à direita inúmeros favores na Colômbia, em Espanha, em Israel, nos E.U.A., na Rússia,”

    O que é o terrorismo em Israel e na Colômbia?
    Ou melhor.. o que é o terrorismo?

    1. Quando falo de ‘terrorismo’ falo meramente e para simplificar daquilo que a nossa sociedade percepciona como tal; e ela constata a sua existência nesses cinco países, bem como em muitos outros. Agora se ela percepciona bem ou mal isso é outra questão e não sou eu quem lhe vai dar a resposta. A propósito deste assunto, permita que o remeta para o comentário que acabei de deixar ao Renato:
      https://obeissancemorte.wordpress.com/2015/11/16/we-will-always-have-paris-beirute-kobane-bagdad-kabul-tunes-gaza/comment-page-1/#comment-5784
      Cumprimentos.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s