“Com luta, sempre com luta”, por Carlos Marques

Está convocada a manifestação do Movimento pela Amnistia e contra a Repressão, que partirá do Sagrado Corazóm em Bilbao, no dia 28 de Novembro às 18h. Segue a tradução da convocatória:

“Do outro lado do muro das prisões há dispersão, isolamento, prisão perpétua, humilhações, agressões, violação da intimidade, restrições nas comunicações, desterro, solidão, tortura e morte. É isso que os presos políticos bascos têm recebido dos estados espanhol e francês durante 55 anos. Perante essa violência, os presos políticos bascos têm respondido com solidariedade, dignidade, valor e luta, sempre com luta.

Fora das nossas fronteiras, e às vezes também dentro delas, o acosso, as ameaças, os sequestros, as detenções, a guerra suja dos estados, a tortura e a morte. Isto é o que têm recebido os refugiados e deportados políticos por parte dos estados espanhol e francês. Perante esta violência, os deportados e refugiados responderam com firmeza, inteligência, generosidade e com luta, sempre com luta.

E perante esta crueldade, temos uma Euskal Herria que sempre se mobilizou, um povo antigo, pequeno e sólido. Um povo que se mantém vivo apesar da repressão nacional e social dos estados espanhol e francês, um povo que fez frente à opressão através da luta, sempre através da luta.

Em Euskal Herria mudaram muitas coisas desde que Franco morreu e também nos últimos seis anos, mas no que se refere à repressão e opressão, continuamos em 1975. As razões que levaram as represaliadas políticas à luta, a opressão nacional e social, continuam vigentes, e as refugiadas, deportadas e presas políticas não são uma questão do passado. Neste momento continuam encarcerados cerca de 450 presos políticos, vários com penas 30 anos de prisão. Outros continuam sem poder voltar para casa por perigo de serem detidos.

Estas pessoas são militantes políticas que estão presas, deportadas ou que permanecem fugidas por serem coerentes com o que pensam. Estes militantes são parte duma cultura política que tem décadas de vida e que ainda mantém milhares e milhares de seguidores. Desta forma, é fácil chegar à conclusão de que enquanto estas militantes não estiverem em casa e em liberdade, o conflito não estará resolvido.

Só a amnistia pode dar uma solução definitiva ao conflito que vive Euskal Herria com os estados, já que para nós a amnistia, para além da liberdade dos presos, refugiados e deportados políticos, é também a superação das razões que são a fonte do conflito, ou seja, a superação da opressão nacional e social. A superação do conflito e o desaparecimento de represaliados são duas caras da mesma moeda: enquanto houver represaliados políticos não poderá dar-se por superado o conflito, e enquanto houver conflito não podemos garantir que não haja mais represaliados.

Por tudo o exposto, o Movimento Pela Amnistia e Contra a Repressão quer convocar Euskal Herria a participar na manifestação que partirá no dia 28 de Novembro às seis da tarde, do Sagrado Corazón de Bilbao, para reivindicar a AMNISTIA.

Queremos também estender o convite a participar nas várias iniciativas que levaremos a cabo antes do dia 28 de Novembro, sendo a primeira delas a manifestação que realizaremos no segundo sábado do Aste Nagusia (semana grande, festas de Bilbao), no dia 29 de Agosto e que partirá da praça Zabalburu às 19h.

Neste país já sabemos de sobra que não nos vão oferecer a liberdade, e que para a conseguir só temos um caminho: continuar a luta. Jo ta ke amnistia ta askatasuna lortu arte!

Movimento pela Amnistia e contra a Repressão”

One thought on ““Com luta, sempre com luta”, por Carlos Marques

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s