“Ka-Parago, uma vida dedicada à causa da Revolução”, por Carlos Marques

unnamed (1)

Com um imperdoável atraso, traduzo do cedema um texto do Partido Comunista do Equador – Sol Rojo, a propósito da morte do camarada Ka-Parago. O camarada Ka Parago dedicou 37 anos da sua vida à causa da Revolução. No dia 10 de Julho em Davao, cerca de dez mil pessoas despediram-se dele. Fica a homenagem:

“Honra e glória ao camarada Leoncio Pitao Ka-Parago.

O sangue só é sangue quando se torna torrente geradora de vida.

A vida só é vida quando é capaz de derrotar a morte.

E o futuro só estará prenhe de vida se estivermos dispostos a derramar sangue para a tomada do poder.

O proletariado e o povo do Equador receberam com profunda tristeza a notícia do vil assassinato do camarada Leoncio, Ka-Parago, militante do Partido Comunista das Filipinas e comandante do Novo Exército do Povo.

O camarada Ka-Parago, comunista consequente e indómito lutador pela revolução de novo tipo nas Filipinas, demonstrou com que grau de compromisso e em que condições deve militar um comunista, fiel aos seus princípios e à obrigatória necessidade de lutar pela revolução.

O velho estado das Filipinas regozija-se com este pírrico triunfo, produto da mais visível crueldade, ao assassinar o camarada Ka-Parago quando este se encontrava acompanhado duma enfermeira. Os dois foram baleados apesar de completamente indefesos. Este tipo de acções do velho estado nas Filipinas, são o espelho da sua crise, da sua debilidade perante a Guerra Popular, e sobretudo, da sua bancarrota. E enquanto aguardam pela sua derrota final, estão dispostos a cometer qualquer tipo de selvajaria, com o objectivo de diferir esse momento que já se avizinha.

É importante referir que o assassinato do camarada Leoncio, Ka-Parago não é apenas um golpe aos camaradas e ao povo das Filipinas, mas ao proletariado e aos povos oprimidos do mundo. Apesar de tudo, perante este lamentável acontecimento, defendemos com absoluta certeza que o assassinato do camarada não atrasa nem amedronta a Guerra Popular nas Filipinas. Ao invés, alimenta-a e dá-lhe força, já que o sangue do camarada Ka-Parago se agita junto ao de todos os comunistas que entregaram o melhor de si, a sua vida e da sua convicção ideológica, para enterrar a exploração, pela conquista do comunismo.

Hoje, o camarada Ka-Parago vence em cada combate onde avançam os comunistas na Guerra Popular nas Filipinas, na Turquia, no Peru e na Índia. Mas também vence em cada esforço por reconstruir ou construir partidos comunistas de novo tipo, que avançam no Equador e no mundo, para nos colocar ao serviço da revolução, e cujas tarefas são precisamente aquelas que desempenhava o camarada Ka-Parago junto ao proletariado e ao povo das Filipinas: a destruição dos velhos Estados e o estabelecimento do Novo Poder, solução que opomos com alegria à morte, e recria o novo cenário que servirá toda a humanidade: o comunismo.

Honra e glória ao camarada Ka-Parago.
Camarada Leoncio Pitao, Presente!
Camarada Ka-Parago: no coração do proletariado e dos povos oprimidos do mundo!

Viva a Guerra Popular nas Filipinas!

À conquista do sol vermelho da libertação: o comunismo.”

One thought on ““Ka-Parago, uma vida dedicada à causa da Revolução”, por Carlos Marques

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s