“Elif Sultan Kalsen”, por Carlos Marques

1

Traduzo do Odio de Clase uma breve biografia de Elif Sultan, militante da Frente Revolucionária para a Libertação do Povo (DHKP-C) – uma das organizações mais activas no processo de guerra popular. Elif perdeu a vida em combate.

“Nasceu a 23 de junho de 1988 na localidade de Bugulu Koyu, no distrito central de Dersim. Oriunda de Dersim, de tradição alevita, Elif é filha do tio paterno de Fidan Kalsen, a revolucionário que deu a vida para travar o massacre de 19 de dezembro de 2000. Elif estudou Relações Internacionais na Universidade de Kocaeli.

Elif Sultan cresceu entre revolucionários e teve familiares mártires. Entre os factores que mais a influenciaram a seguir a via revolucionária foi poder conhecer vários revolucionários enquanto era criança. Entre os quais se destaca Fidan Kalsen.

De 2007 a 2010, enquanto estudava na Universidade de Kocaeli, começou as suas actividades revolucionárias como militante da Associação Juvenil de Kocaeli. O primeiro tutor de Elif foi Hasan Selim Gonen. En 2010 trabalhou em Istambul em vários sítios.

Foi detida e presa em 2010 pela polícia na Associação Juvenil de Kocaeli. Esteve até 2012 na prisão de Bakirkoy.

Pouco depois de ter sido posta em liberdade, foi novamente presa na operação que teve lugar na madrugada de 18 de janeiro de 2013 contra a nossa organização.

Depois de sair em liberdade no dia 27 de março de 2014 disse: “O movimento é a minha esperança, a minha humanidade, a minha obra, a minha razão de viver, a razão da minha existência. O movimento é a minha honra, assim o vejo. Só há uma força capaz de punir os responsáveis pela injustiça, que cometem massacres, que desonram, que nos obrigam a viver sem identidade nem dignidade, que causam a fome e que nos dessensibilizam. Essa força é a força do povo. A confiança é uma qualidade humana. O Partido deu-me forma. E por isso não hesitarei em fazer sacrifícios”.

A Turquia inteira viu como Elif Sultan Kalsen confrontou os inimigos do povo na Praça Taksim sem vacilar. Também viu como confrontou os torturadores do centro de tortura da rua Vatan. O povo verá como não vacilaremos com o espírito da guerreira Elif Sultan Kalsen ao nosso lado. Até à libertação.”

4 thoughts on ““Elif Sultan Kalsen”, por Carlos Marques

      1. Mete o filhinho de papá Marx e mais o Engels herdeiro de uma manufactura e mais o Vladimir-pago-pelo-Kaiser-para-tomar-o-poder-e-eliminar-frente-Leste onde muito bem entender ó paspalho de merda.
        Vai para o caralho que te foda.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s