“Antes mortos que escravos”, por Carlos Marques

Resistencia Galega from Galiza Resiste on Vimeo.

“Pessoas que vivem do conto, podem cavar uma trincheira detrás de cada palavra. Fazer de cada conceito, um campo de batalha. A verdade é que quanto mais inúteis e impotentes nos sentimos, mais dogmáticos somos. E quando mais dogmáticos, mais inúteis e impotentes. (…) Contra uma identidade submissa, victimista e legalista, temos que impulsionar uma sólida comunidade nacional de resistência, sabotadora e guerrilheira, que seja capaz de desenvolver formas de resistência colectiva contra a ocupação e a exploração.”

One thought on ““Antes mortos que escravos”, por Carlos Marques

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s