Paralelos úteis sobre a “venda” da TAP

1
Apartamento Moderno

X10=TAP (comprove)

Este e os paralelos que se seguem são sobretudo úteis para quem insiste na ideia peregrina de que a TAP foi bem vendida. O negócio custou 354 milhões mas o comprador, que passa a controlar as  contas da companhia, só tem que garantir que não apresenta já (próximos dois anos) demasiados lucros (250 milhões) para só ter que pagar 10 míseros milhões. Se as comparações parecerem exageradas, alguém que experimente fazer as contas sobre o custo do BPN, um banco falido pelo qual o Estado nos obrigou a pagar a módica quantia de 2,2 mil milhões. Isto não foi um negócio, foi uma boda.

2
Jorge Jesus

X2=TAP (comprove)

3
Cristiano Ronaldo

%10=TAP (comprove)

4
Reforço da frota de carros do governo

X10=TAP (comprove)

5
Os dois submarinos do Paulo Portas

%100=TAP (comprove)

6
Aumentos salariais das forças policiais

%5=TAP (comprove)

7
Boeing 787-8

%20=TAP (comprove)

8
Uma moeda de um euro

1€ por habitante=TAP (comprove)

5 thoughts on “Paralelos úteis sobre a “venda” da TAP

    1. Deve andar distraída ou então deve ter votado toda a sua santa vida no PS/PSD/CDS.Quer milagres?Há outro mundo que não é por exemplo em votar em bandos mafiosos!Abra a pestana ou vá dar uma volta por outros blogs….

  1. A cobertura da venda da TAP em Portugal pelos jornalistas portugueses e’ intelectualmente desonesta, politicamente enviesada e a demonstração que mais vale a preguiça de um sound byte do que trabalho honesto e árduo.

    A TAP foi vendida por 354 milhões de Euros, sendo que 344 milhões serão injectados na TAP SGPS para suprir os capitais próprios negativos. Líquido para o Estado, para já, são os 10 milhões. Mas o Estado liberta-se também dos mil milhões de dívida, avalizados pelo contribuinte, do passivo da TAP SGPS, S.A. Isto significa que, se por algum motivo a TAP declarar bancarrota (tecnicamente já está falida), então esses mil milhões não sairão do bolso do contribuinte, mas sim do comprador.
    Convém lembrar que se a TAP vendesse todos os seus activos, incluindo aviões, sede, filiais, direitos sobre rotas, etc. e pagasse o seu passivo, isto é, dívidas a credores, indemnizações aos trabalhadores, etc., continuariam a faltar 500 milhões de Euros.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s