67 anos de Nakba

11263147_1063489593693460_6063886690871513904_n

Fez ontem 67 anos que se fundou Israel, um projecto colonialista que já não se consegue esconder atrás de nenhuma propaganda. Herdeiro da vergonha da Europa, Israel é hoje o melhor interprete dos regimes segregacionistas. Um apartheid levado a cabo pelo nazi-sionismo sobre o povo palestiniano, que com a sua heróica resiliência enfrenta um poderoso exército de ocupação financiado pelo fanatismo dos EUA. De todas as maneiras. Quando a opressão tem a escala de Israel, que sem qualquer pudor já empossa ministras que abertamente defendem o genocídio árabe, um simples cinema ao ar livre é um acto de resistência. De pouco lhe valerá o reconhecimento do Vaticano em Maio de 2015, posto que a Santa Sé sempre foi cúmplice dos crimes de Israel, tendo-o reconhecido em Dezembro de 1993 pelo Papa João Paulo II. A sua poesia, a par da sua capacidade de luta, política, social e militar, são bons motivos de esperança de que tal como todos os demais projectos fascistas este também acabará por ser derrotado.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s