Sem Fronteiras

no-borders_middle Há pouco a dizer sobre a matança em curso no Mediterrâneo, um mar que cada vez mais parece um cemitério. Ano após ano aumenta o número de lápides e os náufragos da globalização capitalista dão à costa desta maneira quase todos os dias. Hipócrita, a Europa derrama lágrimas de crocodilo esquecendo, oportunamente, que é ela quem ergue bem alto os muros com que se fortifica. Criminosa, a Europa caiu num cinismo irremediável, pois ao mesmo tempo que acrescenta altura e arame, arma as ameias e manda as polícias marítimas abater as embarcações que tentam furar as fronteiras, chama bem alto pela imigração clandestina, que lhe sai mais barato na mesma proporção da sua ilegalidade. A queda do preço do salário, essa insuspeita besta, depende do número de cadáveres e os que o aproveitam são despudorados abutres desta carnificina. Hoje, muitos deles, escrevem “Je Suis Refugiado”, para amanhã virarem as costas e votarem nos partidos que lhes dão garantias de que as pessoas vão continuar a ser distinguidas pelo preço do seu passaporte. Inaceitável. Dos fazedores das leis aos canalhas de circunstância. Index

12 thoughts on “Sem Fronteiras

  1. Como é que vocês, marxistas incoerentes, podem defender o aumento dos salários na europa, e o aumento da imigração *ao mesmo tempo*??

    Mais imigração tem obrigatoriamente a consequência de diminuir os salários! Não há volta a dar, quando há mais trabalhadores, para o mesmo mercado de trabalho, os salários baixam *sempre*

    Tipico marxismo ilógico, inconsistente, inconsequente

    1. Mike isso é ainda mais gritante com um exército de ilegais, dispostos a trabalhar a qualquer preço. Se todos tivermos a mesma dignidade as garantas salariais são maiores.

  2. err.. “a mesma dignidade”? “garantias salariais”?
    Estou a falar do mercado de trabalho real, não é de subsidios do estado.
    As policias aceitam os melhores salarios que conseguem arranjar, ou seja o melhor que as empresas estão dispostos a oferecer.

    Quanto há mais mao de obra, o custo do trabalho cai. Porquê que os pilotos da TAP, ou todos os pilotos, ganham uns 8mil euros? é por terem muito dignidade? haha. Nao, é por serem poucos, uma elitizinha com 1 lobby que impoe restrições à entrada na profissao

    1. Oh Mike, mas qual é a dificuldade de perceber que não há fronteiras que travem o movimento das pessoas? Que ao estarem ilegais ganham menos e por isso pressionam os salários para baixo? Que legais o salário médio não caia como tem caído? Tem a certeza que o seu problema não é outro?

      1. Oh Renato, mas qual é a dificuldade de perceber que mais imigrantes, mais trabalhadores nao qualificados, ou mais trabalhadores quaisquer que sejam, têm sempre o efeito de baixar os salarios no geral?

        Não é por acaso que os liberais defendem a abertura das fronteiras, e a globalização.
        Não é por acaso que a globalização acabou com os bons empregos pouco qualificados na Europa, e depois por consequência, todo o socialismo e estado social.

    1. Não camarada, se parte da mão de obra for ilegal, tida pelo estado de maneira diferente dos demais trabalhadores, os salários são pressionados para baixo por esse factor. Com cidadãos com os mesmos direitos nada disso se passa.

      1. lol. Por amor de deus..

        Vou explicar mais uma vez com um exemplo:
        Imaginemos que existem actualmente uns 5mil pilotos em Portugal, acreditados e ‘permitidos’ a exercer essa profissao. Cada um ganha para cima de 8mil euros.

        Imaginemos que por alguma razao eles passam para 50 mil – por ex, o governo decide mandar vir uns 45mil pilotos africanos, ou tudo o q é piloto na Europa da norte se farta do gelo e neve e decide vir viver pra Portugal

        Você acha realmente que os 50 mil vão ter todos igualmente trabalho, e vão receber os mesmos 8mil eur??

        Santisissima ignorânica

        O mesmo se passa para todos os sectores. Esses imigrantes africanos vão competir com os trabalhadores menos qualificados, os mais pobres, na Europa

  3. já agora, aconselho a leitura e internalização desta artigo:
    “South Africa’s poor are turning on those even more downtrodden”
    http://www.economist.com/news/middle-east-and-africa/21649429-south-africas-poor-are-turning-those-even-more-downtrodden-blood-end-rainbow

    Como é se sustenta o marxismo troglodita dos “brancos sao maus e racistas”,
    “pretos/pobrezinhos sao uns anjinhos solidarios”,
    “descolonialismo/fim do apartheid foi 1a maravilha que criou uns paraisos governos pelos indigenas”,
    blabla outras idiotices do genero

    O descolonialismo, haha!, criou decadas de guerra civil em angola e moçambique, a destruição completa da economia dos paises, milhares de estropiados, a instauração de ditaduras caudilhistas, etc

    Oh, mas o marxista vai dizer que a culpa foi dos brancos que.. fugiram logo? ou agiam á distancia. De certeza terá sido isso

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s