Unidade, unidade, unidade!

Practice-Unity-Fuck-YouO BE acha que a unidade se faz integrando as suas fileiras. O PCP acha que a unidade se faz integrando a CDU. O Livre e o Tempo de Avançar acham que a unidade se faz caminhando juntos para os braços do António Costa. O Agir acha que a unidade se faz com o PTP e o MAS, depois de romper com todos e de tudo fazer para ficar sozinho no Juntos Podemos, acha que a unidade se faz… com todos. A política de unidade está de tal maneira que ainda acabo a votar no POUS ou no MRPP. É que se a ideia é gritar unidade quando a proposta é o sectarismo, mais vale votar no autêntico do que na farsa.

7 thoughts on “Unidade, unidade, unidade!

  1. O menor continua a provar que o seu nome tem razão de ser. Reparemos que, na sua verve destruidora, nada diz sobre o novo Agir, o tal partido da Joana. Talvez porque se identifique com aquela postura. Está no seu direito, claro. Feitios, né? Mas continua empenhado em tentar excomungar o MAS. Como não encontra factos que sustentem essa aversão visceral, passa a inventar. Afirma convictamente que o MAS rompeu com tudo e com todos ( O MAS nunca rompeu com ninguém, a não ser com o BE, faz tempo), para logo a seguir se contradizer, asseverando que o MAS ficou no MJP. Ora se ficou nesse movimento, quer dizer que não rompeu coisa nenhuma. Quanto aos que de facto romperam, os seus muchachos NRA, JAD e outros, esses, claro, nunca romperam com nada, nunca destruíram nada (Ah, pois, o QSLT…mas quem se lembra?), esses estão cobertos pela auréola, esses são contributos positivos, esses lutam pela mudança (leia-se protagonismo pessoal). Mas como pertencem ao limbo, são intocáveis, são preciosidades que o menor sempre levou nas palminhas. A direita agradece reconhecida.
    Não esbanjámos…..Não pagamos!!!!!!!!!!!!
    ZM

    1. Parece-me que já vai sendo tempo de parar com a velha história da unidade de esquerda que nunca existiu nem vai existir porque os leaders recusam obstinadamente. Ora, se é um dado adquirido, temos de partir daí, em vez de levarmos o tempo a carpir mágoas impossíveis. Como já alguém disse, uma das raízes do problema está no facto de a direita ser direita, mas a esquerda, ou uma certa esquerda já não ser de esquerda. Daqui deriva a teoria de que nós é que somos os bons, enquanto os outros pensam exactamente o mesmo: eles é que são os bons. Essa suposta “bondade” tem a ver com a ideia cretina de que nós é que somos mais puros. No fundo, há aqui uma arrogante reivindicação de pureza. Ora este tipo de raciocínio, aliado à sede de protagonismo pessoal, junto com a ambição de controlar seja o que for, tem conduzido a intelectualidade supostamente progressista ao espectáculo deprimente que observamos hoje: a corrida para o abismo. Como está bem de ver, o cidadão comum, ainda que pouco esclarecido sobre estes obscuros meandros, recusa cada vez mais participar nestes jogos infantis, porque intui, e bem, que daí nada de positivo pode sair.
      Talvez fosse mais produtivo sair desse labirinto pantanoso e procurar outros consensos. Refiro-me à linha vermelha que separa os adeptos do status quo e os que querem uma mudança real. Claro que é fácil criticar a austeridade (até a direita o faz), mas não é possível fazê-lo de modo consequente, sem colocar em questão as suas causas. Refiro-me ao capitalismo-selvagem e à sua ambição de acumular lucros ao infinito. Se as pessoas concordarem com estes pressupostos, já estarão a concordar com o essencial e a oporem-se àqueles que defendem que o sistema pode ser regenerado com umas reformazinhas a la carte (Costinha).
      Vamos partir daqui e deixarmo-nos de conversas da treta???
      ZM

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s