A “consciência” de Passos Coelho

PassosCoelhoRirApontar01“Como é possível manter um governo em que um primeiro-ministro mente?” (…)”Eu prefiro dar tudo por tudo para cumprir dentro dos prazos.” (…) “O Governo decidiu aumentar a contribuição para a Segurança Social exigida aos trabalhadores do sector privado para 18%, o que permitirá, em contrapartida, descer a contribuição exigida às empresas também para 18%.” (…) “O que propomos é um contributo equitativo, um esforço de todos por um objectivo comum, como exige o Tribunal Constitucional.” (…) “Eu pertenço a uma raça de homens que gosta, mesmo quando não é o próprio a causa do endividamento, de honrar os compromissos do país, de pagar aquilo que deve.

Declarações várias de Pedro Passos Coelho sobre os outros, não válidas, necessariamente, sobre ele próprio. Destaques meus.

Parece uma anedota mas não é. Passos Coelho, primeiro-ministro de Portugal, diz que não pagou a Segurança Social porque “não tinha consciência dessa obrigação”. Podia dar para rir, mas não dá. Passos Coelho erra em tudo, até no tempo verbal. Em quase qualquer país do planeta um chefe de Estado que dissesse algo parecido seria imediatamente forçado à demissão, mas por cá pouco mais teve do que dar uma explicação que não é permitida a nenhum outro cidadão que, quando não têm consciência das suas obrigações, rapidamente lhe vão sobre o salário, os bens e o sono. Passos Coelho pode esquecer sem nunca ter sido lembrado até agora. Pagará, eventualmente, sem um cêntimo de juros, sem uma única carta coerciva, sem nenhuma ameaça de penhora. A qualidade da democracia mede-se também pela duplicidade de critérios no tratamento dos seus cidadãos. Se ninguém tinha ilusões sobre a natureza de classe do regime em matéria de saúde, educação, habitação e justiça, fica agora claro que também em matéria de contribuições (ou se preferirem de “evasões contributivas”) há cidadãos mais obrigados que outros. Confrontar a prática individual de Passos Coelho com a demagogia das suas palavras é um convite obsceno a que qualquer cidadão cumpridor deixe de pagar a este Estado o que quer que seja e abrace de vez formas de luta capazes de meter esta geração de salafrários no devido lugar.

7 thoughts on “A “consciência” de Passos Coelho

  1. 40,000,000,000 de euros! Se todos os portugueses tivessem a mesma dívida à segurança social que o primeiro ministro durante anos acumulou, o valor total da dívida rondaria os quarenta mil milhões de euros. Se a segurança social ainda não abriu falência deve-o ao facto de dentro de cada português não existir felizmente um Passos Coelho.

  2. para já não falar que ter dívidas ao estado e segurança social impede os cidadãos “normais” de se candidatarem a tudo e mais alguma coisa, Porta 65, Bolsa da Acção Social, etc
    estes gajos vão gamar até secar a fonte…ele ainda hoje disse q já sabia há 3 anos e estava a pensar pagar quando deixasse de ser 1ºM…claro q sim :)

  3. Boas!

    Caro Menor… Salafrário não tem consciência.

    Quanto ao facto de ele não se demitir e, ao invés, apenas debitar uma verborreia digna de produzir vómitos… É perfeitamente natural!

    E eu nem esperava outra situação/comportamento!

    Afinal de contas o títere salafrário (e restantes candidatos ao cargo) sabe muito bem como a MANADA Tuga se comporta!

  4. POIS ENTÃO!

    Alegadamente, terá fugido ao fisco por não declarar 150 mil euros que recebeu da Tecnoforma;

    Alegadamente, terá mentido ao parlamento, requerendo o subsídio de exclusividade quando recebia dinheiro da Tecnoforma;

    Alegadamente, este dinheiro que recebeu, afinal, eram «ajudas de custo»;

    Alegadamente, terá fugido à sua responsabilidade contributiva deixando de pagar à segurança social;

    Alegadamente é uma vítima da administração fiscal; factualmente, é primeiro-ministro deste desgraçado país.

    Alegadamente, nós somos uma cambada de idiotas!

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s