Sra. FERREIRA ALVES, ex-santanete não assumida mas não socratista: um comentário a um, por assim dizer, já famoso “texto” sobre JOSÉ SÓCRATES

CFA3

Vamos por partes pelo princípio. “A justiça a que temos direito” (sem link, não participo na festa) é até agora o “artigo”, digamos, mais estúpido, despudorado e ignorante sobre esta fresca saga (que me parece já muito clara nos seus contornos de anos e anos) Sócrates / Adelaide Sousa (que fazia bons negócios com o amigo e testa de ferro Carlos Santos Silva, negócios cujos resultados eram canalizados para a conta CGD do filho Pinto de Sousa) e C. Santos Silva, o já citado.

O textinho ou textículo mais estúpido e histérico (ou somente “moralista” pacóvio) sobre esta saga foi escrito por uma sra. do “Expresso”, que só há poucos dias reparei que existia e não conhecia de lugar nenhum, uma tal Clara Ferreira de Sousa, perdão, Alves, um ente (um ser do ente) muito do círculo lambebotista Soares.

Diz a sra. que a justiça tem uma ética, pois tem, mas talvez aqui ela quisesse dizer uma “moral”, não sei, mas sei que a dita autora não as sabe distinguir, moral e ética, mas eu ajudo: ora, “moral” é acção reflexiva, logo é pela ponderação reflexiva que concluímos dever a justiça proteger-nos do excesso de poder e força, se bem que, explica-nos Derrida, a lei e a justiça contêm sempre um poder e uma força no imediato (é a sua ética, a força de lei, mas isto é muito para a cabeça da sra.).

Entretanto, diz a dita pessoa (ao que julgo formada em Direito, convém sublinhar, embora eu desconfie disso, o que não posso fazer: consta que a dita já terá processado alguém que pôs em causa a sua licenciatura, dúvida que me parece natural, independentemente dos “diplomas” guardados em gavetinha), diz a dita bilderberguiana (sim, é próxima do grupo) que o ex-primeiro Sócrates já foi sujeito a linchamento público, como se a publicação gradual e na medida do possível de factos importantes da investigação fosse “linchamento”…

Vamos lá a ver. Sócrates, ao contrário do dito pela sra. bilderberguiana, não foi detido em hora nocturna e tardia, foi detido à chegada ao aeroporto, ou seja, a território nacional, como acontece naturalmente com muitas outras gentes. Ah, mas este tipo era excepcional, a justiça devia operar com este amigo da gentalha do Dubai (acho eu) de modo diferenciado, distinto, depois de uma estadia no Heron Castilho talvez.

Mas a questão é esta: se se pretendiam se se pretendeu e se se fizeram buscas na casa do “político” no sábado pela tarde (que demoraram várias horas), que sentido faria deixá-lo ir para casa (a mesma das buscas!!) antes de tudo?, descansar para no dia seguinte se apresentar às autoridades e ser sujeito a buscas e interrogatório, a buscas em local (naquele local) onde é provável haver material fulcral para a investigação?? (“Caro ex-primeiro vá para a sua casinha, durma e não mexa em nada, ouviu seu malandro!, que nós vamos aí procurar umas coisas amanhã à tarde”, e Sócrates oh oh obedeceria!!) E isto é mais do que óbvio não? Eu intento fazer uma busca em casa de X, portanto não vou deixá-lo chegar ao local antes de mim, não será? Logo, detenção atempada no aeroporto, certíssimo!!

Diz a sra. que se convidou uma cadeia televisiva para filmar o acontecimento da detenção? Provas, sra. Ferreira, provas (é uma conjectura? Mas as conjecturas refutam-se!)? Ora, o detido desmarcou viagens atrás de viagens de regresso ao solo pátrio lisboeta, portanto sabia que ia ser detido à chegada (sem dúvida), e alguns órgãos de informação (SIC, TVI) não poderiam ter feito suas investigações e ter os seus saberes? Não teriam estas cadeias televisivas (vi imagens SIC e TVI), tratando-se da personagem Sócrates que se sabia de eventual ou breve detenção desde Julho passado (reportagem “Sábado” e capa), não deveriam estas entidades estar prevenidas para fazer o seu trabalho?

Ah, a sra. Ferreira está preocupada com os elementos “fornecidos” ao “Sol” e “CM”?? Mas Sócrates também sabia disto tudo, que iria ser detido (não é difícil tal poder afirmar) à chegada a Lisboa. E quem lhe deu estes elementos ou dados? Isso, para o lado do sr. Pinto de Sousa, não preocupa a sra. Ferreira, que apenas está preocupada com Felícia Cabrita, que lhe faz sombra e muito melhor do que ela trabalha, porque se dispõe a sujar as mãos até ao osso (horror!!, dirá a sa. Ferreira).

Mas a sra. Ferreira é ou julga-se esperta: sobre a alegada comunicação bancária da CGD (o sítio da “única” conta de Sócrates) às autoridades e sobre o infatigável trabalho do juiz Carlos Alexandre, nem uma palavra.

CAlx

Fica o leitor com a convicção ou a certeza absurda de que isto é tudo um capricho da louca Felícia Cabrita! É isto que se aprende no Clube Bilderberg? Quiçá.

Bild

E depois invoca a base do Direito Penal “in dubio pro reo”. Como?? Mas onde está aqui o réu? Não há dúvida em favor do réu, claro, não vai ser proferida nenhuma sentença, está a investigar-se e no meio de muitas dúvidas, evidentemente!! Se este caso de “dúvida” agora se aplicasse mandava-se em rigor o juiz Carlos Alexandre já para casa. Por vontade da sra. Ferreira e do sr. João Soares isto estaria já tudo morto à nascença: nada se deveria fazer contra um primeiro-ministro como este nem desta nem de outra forma.

E isto é tão despudorado que a ex-santanete (ou próxima disso) teve mesmo, para se credibilizar, de dizer “não gosto de Sócrates”. Tudo muito sintomático, e não tenho mais tempo a perder com esta merda.

8 thoughts on “Sra. FERREIRA ALVES, ex-santanete não assumida mas não socratista: um comentário a um, por assim dizer, já famoso “texto” sobre JOSÉ SÓCRATES

  1. E,os gajos dos submarinos(a louca sevilhana e a chaputa!) ninguém os pára(que se foda o cabrão do Acordo Hortográfico!)????
    Só o Povo,um amontoado de aleijados mentais, não votar nos Cãodidatos dos Oligarcas Merceeiros e Banksters, deixar de votar em filhos da PUTA e reduzi-los à sua real dimensão.Como existe muita alienação,om futuro está fodido.Só uma catarse será possível baralhar as cartas q se safarem e,tentarem construir um mundo melhor.

  2. O Cabrão do professor Martelo está a balbuciar merdas ,o filho da puta!!!!Como a cloaca do partido dele fosse o alfa e ómega-só para estúpidos e,militantemente idiotas.

  3. E há tanto por onde se indignarem, meu Deus!
    O mesmo canal de tv que captou a detenção (uns carros a passar melhor dito), do ex-1º ministro, tem semanalmente um programa em que apresentam portugueses, tão portugueses como ela, eu e o senhor ex-1º, a serem obrigados a deitarem-se no chão para serem algemados e insultados pela polícia que os detém, com as câmeras em cima, sem que se tivesse ouvido por parte destes paladinos das “práticas democráticas” da justiça qualquer pio.
    Bem vinda à indignação, drª Clara Ferreira Alves. Até que enfim!

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s