A resistência palestiniana acelera a fundo!

Já ninguém fala em paz no tempo da guerra, tal é a situação na Palestina ocupada. Ao longo das últimas semanas as provocações sucedem-se a um ritmo diário, com Israel a sitiar a Esplanada das Mesquitas, o mesmo local que Ariel Sharon se lembrou de visitar e que deu origem à 2ª Intifada. Mas as forças sionistas não se ficam por aqui. Condecoraram um colono que tinha sido apanhado a atacar crianças palestinianas, outra, de cinco anos, morreu depois de barbaramente atropelada por um judeu ortodoxo. A ira, naturalmente, não se fez esperar, e ou muito me engano ou falta apenas a declaração dos meios de comunicação social internacionais para que se assuma que está em curso uma nova Intifada, não só despoletada pela necessidade de se responder pela força à força de Israel mas também na consequência dos mais de cinquenta dias de massacre impostos este Verão à população da Faixa de Gaza. Os confrontos generalizaram-se a todas as cidades, com particular impacto no campo de refugiados de Shufat, em Jerusalém, e no campo de refugiados de Arroub, a norte de Hebron, onde se celebra a resposta, corajosa e necessária, de um condutor de uma carrinha que varreu três soldados sionistas, para vingar a criança atropelada e para ensinar Israel que todas as suas agressões serão respondidas na justa medida. Naturalmente o mundo inteiro está a falar disso sem falar do seu contexto, e todos parecem esquecer de divulgar a informação que apesar da espectacularidade das imagens nenhum dos três soldados teve o fim que a menina de cinco anos que havia sido ceifada. O delírio de Israel condenou a Palestina à guerra infinita, mas esta é uma ocupação que, cedo ou tarde, acabará por sair derrotada. Os judeus que embarcaram na loucura acabarão por desistir, pegar nos seus dólares, e rumar a paragens onde, sem ocupação, poderão fazer as suas vidas com outra tranquilidade. Para alimentar o projecto sionista não sobrarão mais do que os seus militantes fundamentalistas, que terão o fim que merecem às mãos da resistência palestiniana.

8 9 10 11

Fonte: ‎شهاب‎.

3 thoughts on “A resistência palestiniana acelera a fundo!

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s