Abraça-me e beija-me!

A maioria das relações humanas, sobretudo as íntimas, não são mediadas pela violência. A violência é crime. O resto não. O Estado só deve entrar no campo da intimidade quando na intimidade o crime é público. Tudo o resto deve ser medido pela justa medida da vontade entre pessoas livres. É pena que haja quem insista na ideia de transformar o debate contra o patriarcado e o machismo na discussão sobre o piropo, ainda para mais clamando pela sua criminalização. É um mau serviço que algum feminismo está a prestar à emancipação.

One thought on “Abraça-me e beija-me!

  1. Clamando ? Onde que não dei por ela. Só pelo início de uma discussão. A ideia de que há um feminismo que precisa de ser defendido na sua honra já denota aqui um programa apoucado e inconsistente. Há muitos feminismos Leonor.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s