Exorcismo no Quartier Latin (ou como o espectáculo ultrapassa todas as fronteiras e transforma uma ferramenta de emancipação num produto turístico de degustação)

Pavé Pavé2

Ao contrário do que tinha prometido não consegui – por manifesta falta de poder de compra – trazer uma pedra da calçada do Quartier Latin para o próximo encontro do L’Obéissance Est Morte. Ao contrário do que em 1968, as ditas cujas já não servem para emancipar trabalhadores e estudantes do obscurantismo e transformaram-se num produto turístico para vender aos apreciadores da refinada doçaria francesa. Algo me dizia, à partida para esta viagem, que não iria ser fácil ver o Quartier Latin entregue à higiene asséptica da normalidade. Infelizmente não estava enganado sendo que a mais recente especialidade da afamada Patrick Roger é um testemunho perfeito de que o capitalismo é capaz de se apropriar de tudo, mesmo os símbolos que outrora o colocaram em causa. A esquerda passou meio século com vergonha das pedras e agora é a burguesia quem as transformou nestas excêntricas bijutarias.

Deixe o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s